Manuscritos de Notícias: Página do facebook escreverá uma crônica por dia sobre atualidades durante um ano inteiro

Página do projeto: AQUI

O “Crônicas de 1 ano inteiro” é um projeto  desafiador onde 9 cronistas estão responsáveis a escrever uma crônica por dia sobre um assunto que está em voga no momento!

A ideia é retornar “as origens” da crônica para fazer dela algo que “tem que” ser lido e acompanhado naquele dia. Óbvio, nosso trabalho é fazer com que os textos sejam atemporais, obviamente, mas que também expressem a urgência do hoje.

Imagine um fotógrafo tendo de registrar em uma única foto uma imagem que represente aquele dia. Assim tentaremos nós, mas com crônicas. O conceito é bastante simples e dialogará com você diariamente, diretamente e urgencialmente.

Nosso sonho é, ao final do projeto, poder lançar um livro revelando a “cara” do Brasil ao longo desses 365 dias.

Mas, por que começar 27 de outubro de 2013?

Veja bem, ainda pegamos o final de 2013, onde as manifestações estão em voga, andaremos pela Copa do Mundo e, principalmente, pelas eleições de 2014. E adivinhe: o presidente será escolhido no dia 26 de outubro de 2014. Assim, o projeto se encerrará no dia em que o cargo mais alto do Brasil for eleito.

Isso porque queremos denotar o viés crítico, social e urgencial da crônica e do Brasil. Queremos, com a sua ajuda, fazer desse um projeto plural [com pessoas diferentíssimas, e vocês verão ao longo dos textos], que trabalhe em prol do país, do gênero crônica e da sua informação, caro leitor.

Curta o Crônica AQUI e selecione as opções “Obter notificações”, “Mostrar no feeds” e ainda, se possível, clique em “Configurações” e selecione a opção para aparecer todas as postagens. Só assim o facebook lhe entregará tudo o que postarmos.

Cronistas:

Gustavo Magnani, 19 anos, escritor e idealizador deste projeto, do Literatortura (http://literatortura.com) e de outros. Escrevo a qualquer dia. Não tenho data fixa, para “tapar” possíveis buracos e estar sempre disponível a manutenção do projeto. Preferencialmente aos domingos.

Cecília García é linguista, professora e jornalista. Tem consciência de que nasceu para fazer três coisas: escrever, estudar e ensinar. Faz tudo com paixão e ama seus alunos, seus livros, o marido, a família e a cachorra. É a melhor amiga secreta de diversos escritores. Entre os sonhos impossíveis está um caso com Jack Kerouac e um chá com Jane Austen. Escreve aos domingos.

Luciane Slomka,  35 anos, gaúcha de Porto Alegre, Psicóloga, escritora e sonhadora, não necessariamente nesta ordem. Ha mais de 10 anos atuando no atendimento emocional a pacientes oncológicos e familiares, o que lhe traz um encantamento pela finitude e questões existenciais. Tem um blog ligeiramente desatualizado chamado Crer para Ver (http://www.creioparaver.blogspot.com) escreve às segundas.

Vilto Reis, contista e redator publicitário, além de ser idealizador e editor do site Homo Literatus (http://homoliteratus.com/). Costuma confundir a realidade com a ficção, ou melhor, não sabe qual delas é a verdadeira. Escreve às terças.

Luiz Ribeiro, 28 anos, dramaturgo, letrista, crítico e flamenguista. É adepto da leitura, pesquisa, cinema, cerveja e ócio criativo. Desde 2011 é membro do grupo Teatro Voador Não Identificado. Escreve às quartas.

Beto Pacheco: jornalista, músico e escritor (percebe-se que escolheu profissões que dão um bocado de dinheiro). Tem um blog de crônicas há 5 anos, o www.cronicasdobeto.com.br, projeto que renderá em 2013 a publicação de seu primeiro livro. Escreve às quintas.

Ana Idris acredita que poderia comprar a sorte com um arpão perdido, com a faca partida ou com as duas mãos em carne viva, mas ficou 84 dias em alto mar conversando com suas próprias metáforas. Escreve às sextas

João Victor, contista, cronista e aspirante a filósofo (ou filósofo, talvez, sei lá, será que a gente sabe alguma coisa?).De tanto perguntar sobre tudo, percebeu que as respostas estão aí no cotidiano, e tira um pouco de beleza dessa coisa esquisita e maravilhosa que resolveram chamar de vida. 42, aliás. 42. Escreve aos sábados.

Maria Albuquerque: uma fugitiva do Vale do Paraíba e refugiada em São Paulo. Escritora, ilustradora e quadrinhista com raízes no Instituto de Arte da Unesp. Medíocre estudante de ukulele e flauta transversal. Também é idealizadora do projeto Poesia de Manchete (http://www.facebook.com/poesiademanchete). É tapa buraco como eu e não tem data definida para escrever.

Anúncios

Publicado em 26 de outubro de 2013, em Manuscritos de Notícias e marcado como . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Manuscritos Coletivos

O fantástico mundo dos livros esta aqui

Autores e Livros

Entrevistas, resenhas e afins

blogdabn

Blog oficial da Fundação Biblioteca Nacional - entidade governamental

%d blogueiros gostam disto: