A Jornada de Levyh – Prologo

images

 No inicio foi criado um planeta, mas estava escuro e então vieram as estrelas como se fossem pequenas lâmpadas espalhadas pelo universo. Ainda não foi suficiente para iluminar Maa satisfatoriamente, nome dado ao planeta por Jumala, o Criador, então Ele criou o sol, mas para iluminar Maa Jumala fez o sol girar, porém havia uma falha… Onde o sol passava iluminava, mas o outro lado ficava na escuridão, a qual Jumala deu o nome de yö e que mais tarde, no idioma comum de Maa, foi traduzido como noite.

Porém a criação do mundo causou extremo cansaço em Jumala e como último sopro de vida Ele criou dois seres cheios de luz, Isä e Äiti, o pai e a mãe de todos os seres de Maa.

O casal de seres divinos deu vida a três espécies: primeiro os tontut, mais tarde vieram a ser chamados por elfos, segundo os humanos, mas primeiro foram chamados de ihmisen e em terceiro lugar, em um erro, vieram os iohikäärmeitä, ou dragões, como começaram a ser chamados na Era que foi chamada de Pimeys, a Era da Escuridão. Esses últimos deram vida futuramente aos animais mais ferozes de Maa e aos orcs mais recentemente, na Era chamada de Valo ou Era da Luz. Os humanos tiveram apenas humanos, porém em algumas falhas vieram os kääpiöt, mais tarde sendo conhecidos por anões.

fantasy_willow-wallpaper-1600x900

 Maa tinha apenas água e terra antes do sol, mas quando o mesmo foi criado, nasceram árvores e plantas. A escuridão da noite dava chance aos animais ferozes avançarem pelas terras de Maa e se alimentarem dos desavisados, principalmente humanos.

Isä e Äiti estavam insatisfeitos, queriam mais, queriam seres mais grandiosos e então criaram os jättiläiset, ou os gigantes, como preferir, pois gigante foi o nome dado a essas criaturas na Era de Jännitys ou Era da Tensão, devido à profecia de Krop, um rei elfo que governou do início dos elfos até o ano 400 E.J (Era de Jännitys). A profecia dizia “Aquele que esqueceu virá, e quando acontecer o caos reinará, nenhuma criatura, segura estará e enquanto o outro viver nada mudará. O kääpiö será perseguido, sofrerá, poderá não alcançar seu objetivo, mas se o fizer, será o fim…” A profecia foi interrompida, pois nesse momento, Mira, uma fêmea elfo, cravou sua adaga de prata no coração de Krop porque tinha que fugir e não queria ouvir mais a voz de seu inimigo. Essa história eu conto depois com mais detalhes, pois agora temos algo mais importante para falar.

Isä e Äiti, ainda não satisfeitos com os gigantes, preferi esse nome, tentaram criar seres mais grandiosos ainda, mas não em tamanho e sim em poder, mas o que nasceu foram os ei valoa, os seres sem luz, criaturas horrendas, porém poderosas que traíram os seus criadores e tomaram Maa para si tendo como líder Tron, o Escuro, uma criatura negra, envolta em ódio e ganância que reinou em Maa por toda uma Era que foi a Era de Pimeys, ou a Era da Escuridão.

stormy_sea_painting-wallpaper-1600x900

 Isä o pai, foi assassinado na frente de todos os seres de Maa, que só foram possíveis estarem todos no mesmo local porque naquela época não havia ilhas nem continentes, apenas um continente gigante, pois a separação viria a seguir.

Äiti só conseguiu escapar das garras de Tron porque Isä se deixou prender para atrasar os soldados do filho, e do topo da maior montanha de Maa, a Montanha de Kuu ou a Montanha da Lua, Äiti separou o grande continente em seis partes ficando ela no meio. Dessa forma, todo o exército de Tron separou-se de seu líder e o rei dos ei valoa ficou exilado na Ilha Tutkimaton, a Ilha inexplorada.

Äiti isolou a ilha com uma barreira e juntou todos os seus filhos para caçarem os ei valoa. Quando todos foram presos, depois de anos e anos, Äiti isolou todos os ei valoa na ilha mais longe que existia, mais ao norte possível, a Ilha Ei Valoa ou a Ilha sem Luz.

Passado algum tempo, Äiti percebeu que a barreira que isolava os ei valoa ao norte e isolava também Tron na Ilha Tutkimaton, estava se desgastando então criou uma solução mais permanente. A mãe de todos os seres criou Kuu, a Lua, cuja luz feria gravemente os ei valoa e seu líder, de forma que todos se refugiaram abaixo do chão onde permaneceram até os dias de hoje.

Aconteceu que, Äiti usou tanto poder que acabou adormecendo e tendo seu corpo instalado nas profundezas da Montanha de Kuu e ali repousou.

Anúncios

Sobre hmstark

Lute contra os mais fortes, pois se lutar contra os mais fracos, além de covarde, você nunca evoluirá.

Publicado em 14 de setembro de 2013, em Histórias. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Manuscritos Coletivos

O fantástico mundo dos livros esta aqui

Autores e Livros

Entrevistas, resenhas e afins

blogdabn

Blog oficial da Fundação Biblioteca Nacional - entidade governamental

%d blogueiros gostam disto: